Bem Vindo! Sábado, 15 de Dezembro de 2018

MENU PRINCIPAL

DIVULGAÇÃO

 || 7 ENEM


Confira a seguir algumas informações importantes sobre o novo ENEM:


O Exame Nacional do Ensino Médio está diferente. Agora, ele servirá como processo seletivo para ingresso nas universidades e nos institutos federais. A prova está mais abrangente, com questões mais próximas da realidade dos estudantes. O novo exame também ajudará a melhorar a qualidade do ensino médio.


1) Qual a principal diferença entre o ENEM tradicional e o novo ENEM?

Até 2008, o ENEM era uma prova clássica com 63 questões interdisciplinares, sem articulação direta com os conteúdos ministrados no ensino médio, e sem a possibilidade de comparação das notas de um ano para outro. A proposta é reformular o ENEM para que o exame possa ser comparável no tempo e aborde diretamente o currículo do ensino médio. O objetivo é aplicar quatro grupos de provas diferentes em cada processo seletivo, além de redação. O novo exame será composto por perguntas objetivas em quatro áreas do conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias (incluindo redação); ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias e matemáticas e suas tecnologias. Cada grupo de testes será composto por 45 itens de múltipla escolha, aplicados em dois dias.

2) Por que mudar o ENEM?

A grande vantagem que o MEC está buscando com o novo ENEM é a reformulação do currículo do ensino médio. O vestibular nos moldes de hoje produz efeitos insalubres sobre o currículo do ensino médio, que está cada vez mais voltado para o acúmulo excessivo de conteúdos. A proposta é sinalizar para o ensino médio outro tipo de formação, mais voltada para a solução de problemas. Outra vantagem de um exame unificado é promover a mobilidade dos alunos pelo País. Centralizar os exames seletivos é mais uma forma de democratizar o acesso a todas as universidades.

3) Por que fazer o ENEM 2009?

A média de desempenho obtida no ENEM será imprescindível para pleitear uma vaga nas instituições de ensino superior que adotarem o exame como ferramenta de seleção, de maneira integral ou parcial. Além disso, o ENEM continua a servir como referência para uma auto-avaliação sobre o ensino médio e qualidade do ensino, e sua nota continuará a ser critério de seleção de bolsas de estudo no Programa Universidade para Todos (ProUni). O ENEM 2009 vai ainda promover a certificação de jovens e adultos no ensino médio e, a partir do ano que vem, vai medir o desempenho acadêmico dos estudantes ingressantes nas instituições de ensino superior.

4) Quem poderá participar do ENEM 2009?

O novo ENEM manterá a característica de ser um exame voluntário. Alunos concluintes do ensino médio e pessoas que terminaram este nível de ensino em anos anteriores, os chamados egressos, ainda podem realizar a prova. A novidade é que a prova vai valer também para certificação de conclusão do ensino médio, o que torna o ENEM também uma oportunidade para cidadãos sem diploma nesse nível de ensino, desde que na data de realização da prova tenham 18 anos, no mínimo.

5) É recomendável aos alunos que ainda não vão concluir o ensino médio neste ano fazer o ENEM 2009?

Não. O ENEM foi criado especificamente para os estudantes que estão no último ano ou que já concluíram o ensino médio. O Ministério da Educação aconselha que os alunos prestem o exame no período mais adequado, que é o ano de conclusão desse nível de ensino. Alunos de outras séries sempre terão oportunidade de se preparar para a prova analisando as edições anteriores do exame, que ficarão disponíveis na página do Inep/MEC imediatamente após sua aplicação.

6) Como serão as inscrições para o ENEM 2009?

Todas as inscrições para o ENEM 2009 serão realizadas exclusivamente pela Internet, no endereço http://enem.inep.gov.br/inscricao.

Os concluintes de escolas públicas e privadas poderão se inscrever a partir das 8h do dia 15 de junho, até às 23h59 do dia 17 de julho, e deverão adotar o seguinte procedimento: - acessar a página da Internet http://enem.inep.gov.br/inscricao, durante o período das inscrições; - preencher o cadastro de inscrição; – enviar os dados e verificar se a transferência foi concretizada, mediante confirmação por mensagem de retorno, que será enviada para o e-mail informado no cadastro de inscrição; – o concluinte do ensino médio da escola pública deverá imprimir, na seqüência, o comprovante de inscrição; – o concluinte do ensino médio da escola privada deverá imprimir, na seqüência, o boleto para efetuar o pagamento em qualquer agência de estabelecimento bancário, no valor de R$ 35,00 (trinta e cinco reais), ou solicitar isenção da taxa de inscrição;

Os que já finalizaram a escolarização básica em anos anteriores e interessados na certificação do ensino médio o mesmo prazo para inscrição. O período vai de 8h do dia 15 de junho até às 23h59 do dia 17 de julho. O procedimento de inscrição para esse grupo é: – acessar a página da Internet http://enem.inep.gov.br/inscricao. e preencher o cadastro de inscrição; – enviar os dados e verificar se a transferência foi concretizada, mediante confirmação por mensagem de retorno, que será enviada para o e-mail informado no cadastro de inscrição; – imprimir, na seqüência, o boleto bancário e efetuar o pagamento, ou solicitar isenção de taxa.


Os comprovantes de inscrição de concluintes e egressos estarão disponíveis, após sua efetivação, no endereço eletrônico http://enem.inep.gov.br/inscricao.

7) Qual será o tempo de duração das provas?

     No dia 03/10/2009 (sábado): das 13h às 17h30 – Prova I: Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e Ciências Humanas e suas Tecnologias.

     No dia 04/10/2009 (domingo): das 13h às 18h30 – Prova II: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação; e Matemática e suas Tecnologias.

8) As disciplinas abordadas pela prova do ENEM terão pesos diferentes?

A prova do ENEM trará cinco notas diferentes, uma para cada área do conhecimento avaliada e uma para a redação. Não haverá diferenciação dos pesos. O que pode ocorrer é que, nos processos seletivos, as instituições utilizem pesos diferenciados entre as áreas para classificar os candidatos, de acordo com os cursos pleiteados.

9) As questões da prova terão pesos diferentes?

A nova prova do ENEM será estruturada na metodologia da Teoria da Resposta ao Item (TRI), que garante a comparabilidade das notas entre diferentes edições a partir da calibração do grau de dificuldade das questões. Dessa forma, diferentemente dos anos anteriores, as questões da prova do ENEM serão distribuídas em graus diferenciados de complexidade. Isso significa que, no cálculo final da nota em cada área, as questões mais difíceis valem mais que as questões menos complexas.

10) Haverá questões regionais na prova do ENEM?

Não. Nenhum exame do Inep/MEC contempla questões regionais. Todas as avaliações, como a Prova Brasil / Saeb, ENEM etc., têm caráter nacional e devem garantir iguais condições de participação entre estudantes de qualquer lugar do País. Conteúdos regionais poderiam prejudicar estudantes entre as regiões diversas.

11) De que forma os produtos do IESDE preparam para a prova do Novo ENEM?

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) prova criada pelo Ministério da Educação, passou por grandes mudanças, no mês de maio de 2009. Com o intuito de auxiliar os alunos a se adaptarem ao novo exame, o IESDE oferece o Curso Preparatório para o ENEM, com orientações sobre o novo modelo, conteúdos adequados ás áreas do conhecimento, com resoluções de questões, simulado e acesso ao AVA – Ambiente Virtual de Aprendizagem.


Clique aqui e navegue no Portal do MEC para mais informações relacionadas ao Novo ENEM.

*INFORMAÇÕES RETIRADAS DO SITE DO MEC